O Irã confirmou nesta terça-feira (21) que disparou dois mísseis no avião ucraniano da Boeing que foi abatido neste mês perto de Teerã com 176 pessoas a bordo. O país persa também confirmou pela primeira vez que mais de um míssil foi lançado na aeronave da Ukraine International Airlines.

No relatório elaborado pela Organização da Aviação Civil do Irã, os investigadores do país admitiram que dois mísseis Tor-M1 foram disparados contra o avião, confirmando a veracidade das imagens de uma câmera de segurança que flagrou a aeronave sendo atingida por dois foguetes, que foram disparados com um intervalo de 30 segundos.

A gravação foi divulgada na semana passada pelo jornal “The New York Times”.
As autoridades do Irã também pediram ajuda aos Estados Unidos e a França para decodificar o conteúdo das caixas pretas do avião, mas os dois países “ainda não responderam positivamente” ao pedido de fornecer a tecnologia necessária para a tarefa.

 

 

O abatimento do voo 752 da Ukraine International Airlines aconteceu no dia 8 de janeiro, em meio à escala de tensão entre os Estados Unidos e Irã. Washington fez um bombardeio que matou o general Qassim Soleimani, militar mais poderoso do país persa.

Teerã, por sua vez, respondeu com o disparo de mísseis em duas bases no Iraque que abrigam tropas norte-americanas.
Apesar de inicialmente ter negado, Teerã reconheceu que o abatimento do avião ucraniano foi ocasionado por um “erro humano” e o caso provocou diversos protestos no país asiático.
Entre as 176 vítimas da tragédia, a maioria era do Irã e do Canadá.

 

Fonte: Terra

Wordpress Social Share Plugin powered by Ultimatelysocial
Abrir conversa
Precisa de ajuda?
Olá! 👋🏼
Precisa de ajuda?
Powered by